Governo à serviço das elites financeiras quer cortar direitos trabalhistas e sociais para engordar agiotas
DÍVIDA EXPLODE. POR QUE? Artigo de Maria Lucia Fatorelli, da Auditoria Cidadã da Dívída Pública, esclarece o que está por trás do ataque aos direitos do trabalhador brasileiro: "Hoje os jornais alegam que a dívida pública federal (interna e externa) cresceu R$ 245 bilhões no primeiro semestre, tendo atingido R$ 3,35 trilhões ao final de junho, devido aos gastos sociais, com Previdência Social, por
leia mais



 
   
 
  Como anda a entrega do petróleo brasileiro aos estrangeiros
A última manobra de alguns jornais e emissoras particularmente hipócritas está voltada para convencer os desinformados que compõem seu público que a recuperação do preço das ações da Petrobras neste ano se deu por causa da mudança de diretoria e da "venda" de 13.6 bilhões de dólares em ativos e não graças à recuperação da cotação do petróleo nos mercados internacionais, além da compra de bilhões de reais em ações quando elas estavam no fundo do poço, por parte de "investidores" estrangeiros, que nunca deram bola para o discurso catastrófico e derrotista dos inimigos da empresa. Artigo do jornalista MAURO SANTAYANNA leia mais
 

 
 
  No Senado, oposição denuncia 'barbaridades' na privatização da Eletrobras
Senadores das comissões de Assuntos Econômicos e de Infraestrutura ouviram ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, em defesa de entrega da empresa, e junto com ela, da soberania nacional. Fonte: www.redebrasilatual.com.br leia mais
 

 
ver todas as notícias

     
 
Auditoria Cidadã da Divida denuncia esquema fraudulento
 
  ver mais vídeos  
     
 
  O fim do petróleo barato e do mundo que conhecemos
Não há substituto para o petróleo barato de se produzir. Artigo de Felipe Coutinho, presidente da Associação dos Engenheiros da Petrobrás (AEPET)
   
  POR QUE A AUDITORIA DA DÍVIDA INCOMODA TANTO ?
No Brasil, o privilégio da dívida é mais escandaloso do que em qualquer outro lugar, pois praticamos as taxas de juros mais elevadas do planeta e destinamos quase a metade do orçamento federal – todo ano – para o pagamento de seus juros e amortizações. Por Rodrigo Ávila, economista da Auditoria Cidadã da Dívida
   
 
   
Dra. Clair
O desmonte do Brasil avança a passos largos
A arrecadação federal despenca, a indústria definha e o desemprego galopa, enquanto o governo Temer se desfaz do patrimônio nacional. Artigo de Roberto Amaral para a Revista Carta Capital
 
 
 
ver todos os artigos ver os anteriores
 
  news page
  no.1 madden nfl 18 coins ps4 s
  cheapest madden nfl 18 coins x
  1
  1