Contaminação de alimentos por agrotóxicos aumenta no país
 
De acordo com a Anvisa, 28% dos alimentos consumidos pelos brasileiros estão contaminados por agrotóxicos. Fonte: Brasil de Fato
 

Vivian Fernandes,

De São Paulo, da Radioagência NP.

 

A contaminação por agrotóxicos ocorre em 28% dos alimentos consumidos pelos brasileiros, aponta a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em estudo sobre o ano de 2010 divulgado nesta terça-feira (7). Os dados de 2008 apontavam índice de 15%. O pimentão aparece em primeiro lugar com 92%, há dois anos ficava em 65%. Em seguida estão o morango, com 63%, e o pepino, com 57%.

A Anvisa considera como inaceitável quando a quantidade de veneno ultrapassa o limite permitido ou a utilização é inadequada ao produto. Porém, o número de contaminação poderia ser maior, já que dos 50 princípios ativos mais usados em agrotóxicos no Brasil, 20 foram banidos na União Europeia.

Segundo a médica e pesquisadora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará, Raquel Rigotto, a utilização de agrotóxicos acarreta em riscos e graves danos à saúde humana.

“Hoje já se tem relação, por exemplo, entre vários agrotóxicos que são interferentes endócrinos, ou seja, eles são capazes de imitar em nosso corpo o comportamento de hormônios sexuais e com isso provocar uma série de alterações de saúde. Por exemplo, a puberdade precoce, uma redução progressiva de espermatozóides presentes no sêmen, que podem levar a um nível de infertilidade masculina. Há os casos dos cânceres também, que você tem um leque de evidências”.

Outros casos relacionados ao uso de agrotóxicos são má-formação de fetos em gestantes, intoxicação do leite materno, distúrbios neurológicos e respiratórios. A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que para cada caso de intoxicação por agrotóxico diagnosticada no mundo, outros 50 casos ficam sem notificação

 
 
ver todos os artigos