Aumenta pressão contra lei anti-imigrante do Arizona
 
Após a manifestação de centenas de milhares de pessoas no sábado os protestos continuam em todo o país. A lei SB 1070, que autoriza a polícia do Arizona, nos Estados Unidos, a exigir que as pessoas que lhe parecerem suspeitas façam prova do seu estatuto de residência, e, inclusive, a prender durante seis meses, e punir com uma multa de 2500 dólares um imigrante que se encontre em situação irregular, continua a gerar protestos por todo o país.
 

No último sábado Centenas de milhares de pessoas participaram de manifestações em mais de 70 cidades americanas, o maior deles, em Los Angeles, contou com cerca de 100 mil pessoas e com a participação da cantora de origem cubana, Gloria Estefan e do arcebispo Roger Mahoney, que lideraram uma marcha. Os manifestantes seguravam cartazes pedindo um boicote ao Arizona e alguns mostravam a imagem da governadora republicana Jan Brewer como Adolf Hitler.

O governo mexicano já trabalha para proteger seus cidadãos diante de possíveis sanções penais. Nos dias 2 e 3 de maio estiveram reunidos o subsecretário para a América do Norte na chancelaria, Julián Ventura, e o embaixador mexicano, Arturo Sarukhán, numa visita de trabalho a Phoenix, no Arizona, com os cinco cônsules mexicanos a trabalhar na região e com advogados e instituições que empreenderam ou prevêem actos legais contra a SB1070.

Também foram realizados encontros com actores políticos, académicos, empresários, líderes religiosos e comunitários e activistas hispânicos. Para além do México, países como o Brasil, através do seu ministério dos negócios estrangeiros, já criticaram duramente a lei aprovada no início de Abril: "O governo brasileiro se une às manifestações contrárias à lei anti-imigratória do Arizona. Espera que tal legislação seja revista, de modo a evitar a violação de direitos de milhões de estrangeiros que vivem e trabalham pacificamente nos Estados Unidos, como os brasileiros que se encontram naquele país" disse o Itamaraty em comunicado oficial.

A equipa de basquete Phoenix Suns, da famosa NBA, utilizou na última terça-feira tshirts com os dizeres “Los Suns”, como forma de “honrar a comunidade latina e a diversidade da Liga, do Estado do Arizona e da nação norte-americana”, explicou Robert Sarver, proprietário da franquia que disputa a Conferência Oeste da NBA.

Fonte: www.esquerda.net

 
 
ver todos os artigos